Dia 21: Acção de luta dos trabalhadores da EMEF

“A EMEF encontra-se numa situação que torna muito negro o futuro daquela que é a maior metalomecânica do país e torna incerto o futuro dos trabalhadores”, afirmam, em comunicado conjunto, o SNTSF e a CT da EMEF, acrescentando “que em vez de planos para o desenvolvimento da EMEF o que nos transmitem é a necessidade de reduzir mais de 400 postos de trabalho” e que “em vez de procurar que a EMEF se assuma como uma empresa estrutural do sector ferroviário, o que vamos vendo é uma diminuição drástica de trabalho, que coloca em causa o seu futuro”.

COMUNICADO CONJUNTO DO SNTSF E DA CT DA EMEF

A EMEF encontra-se numa situação que torna muito negro o futuro daquela que é a maior metalomecânica do país e torna incerto o futuro dos trabalhadores.

Em vez de planos para o desenvolvimento da EMEF o que nos transmitem é a necessidade de reduzir mais de 400 postos de trabalho.

Em vez de procurar que a EMEF se assuma como uma empresa estrutural do sector ferroviário, o que vamos vendo é uma diminuição drástica de trabalho, que coloca em causa o seu futuro.

Defender a produção nacional é uma prioridade, mas o governo pretende entregar a EMEF, através da sua privatização, aos interesses privados, nos quais se perfila a SIEMENS, com a qual foi já feito um acordo de partilha de trabalho, que pode constituir o primeiro passo, para esta empresa vir a tomar conta da EMEF, numa lógica de monopólio e domínio da actividade da construção, manutenção e reparação do material circulante.

Hoje, coloca-se como tarefa central a defesa da EMEF, no quadro das empresas do sector público, a defesa do emprego com direito e a defesa dos interesses do ferroviários desta empresa.

A Comissão de Trabalhadores e o Sindicato, no seguimento da luta que vêem desenvolvendo, vão realizar uma acção pública no próximo dia 21 de Março, em moldes que, definitivamente, serão anunciados na próxima semana, mas em que, desde já, podemos anunciar uma vigília junto ao Ministério da Economia.

Estão a ser desenvolvidos contactos e plenários nos locais de trabalho.

Com tempos da Comissão de Trabalhadores irão ser realizados alguns plenários e, nos locais não indicados, irão ser realizados contactos com os trabalhadores.

Os plenários são os seguintes

Santa Apolónia 14 de Março das 10 às 11 horas Na oficina
Campolide 14 de Março das 14,30 às 15,30 horas Na Cantina
Oeiras 15 de Março das 9,30 às 10,30 horas No Refeitório
Figueira da Foz 16 de Março das 10, 30 às 11,30 horas Na Cantina
Guifões 15 de Março das 15 às 16 horas Na Cantina
Contumil 15 de Março das 10 às 11 horas Na Cantina
Poceirão 18 de Março das 11 às 12 horas Na Oficina

NÃO À DESTRUIÇÃO/PRIVATIZAÇÃO DA EMEF
PELA DEFESA DOS POSTOS DE TRABALHO
PELO TRABALHO COM DIREITOS
PELA DEFESA DO SERVIÇO PÚBLICO

11 Março de 2011

Esta entrada foi publicada em Sindicatos, Transportes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s