Concentração na Baixa da Banheira da Comissão de Utentes da Linha do Sado

Realizou-se ontem, dia 15 de Dezembro, com início às 17 horas uma Concentração no apeadeiro da CP na Baixa da Banheira, por iniciativa da CULSado e com o apoio da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira.

Estivaram presentes mais de 200 utentes/munícipes na sua maioria mulheres.

Foi efectuado um corte simbólico de linha ao comboio das 17,31 horas procedente de Barreiro com destino a Praias do Sado durante cerca de 5 minutos. Durante este tempo foi lida uma moção que foi aprovada por unanimidade e aclamação a ser enviada à CP-Comboios de Portugal EPE, Ministro da Tutela, Grupos Parlamentares, Órgãos Autárquicos e Comunicação Social.

Da moção aprovada, realce para a continuação da exigência da reposição dos comboios regionais no eixo Setúbal-Tunes-Setúbal e a passagem do Intercidades por Setúbal e melhoria das condições de funcionamento dos elevadores nos apeadeiros entre Barreiro e Penteado, geridos pela CP/Lisboa.

De referir, que os passageiros do comboio envolvido no corte de linha, foram informados via fonia da unidade motora desta acção de luta e mostraram-se solidários com as reivindicações da CULSado.

Na Concentração intervieram, Joaquim Correia em representação do GP-Partido Ecologista “Os Verdes”, Bruno Dias do GP-Partido Comunista Português, Vivina Nunes, vereadora da Câmara Municipal da Moita, Nuno Cavaco, presidente da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira e Américo Leal da Comissão de Utentes da Linha do Sado.

Frederico Tavares

Na concentração foi aprovada a moção cujo texto se transcreve:

M O Ç Ã O

A enviar à CP, Ministro da Tutela e Assembleia da República

A deterioração da situação na Linha do Sado; o corte do comboio regional de Setúbal/Tunes e retirada do intercidades passar por Setúbal; a ameaça de novos aumentos do tarifário proveniente da imposição da Troika, FMI,U.E e tróica interna composta pelo PSD,CDS e PS, levaram a Comissão de Utentes, com o apoio da Junta de Freguesia da Baixa da Banheira, a promover a Concentração de Protesto e de Reivindicação, sobre o qual é posta à aprovação a presente Moção.

1) – A retirada de verbas necessárias ao funcionamento da Linha do Sado à CP e à REFER por parte do Governo, quando à empresa privada Fertagus foi dado como apoio e incentivo 9,7 Milhões de euros, deteriorou perigosamente a prestação do serviço da CP e criou nos utentes desta Linha uma situação, que já sendo preocupante, poderá levar, caso a situação não seja rapidamente invertida, a uma situação bem mais gravosa em termos de prejuízos para os utentes, para as populações abrangidas e para a economia da região.
• É o incumprimento dos horários resultantes de insuficiente manutenção do material circulante e da existência em funcionamento de apenas três unidades motoras quando são indispensáveis quatro;
• São os elevadores que com frequência não funcionam, privando grande parte dos utentes e das populações da sua utilização, criando, inclusivamente, uma situação impeditiva de aumento do número de utilizadores do transporte ferroviário;
• É a ausência de vigilância nocturna, causadora de receios nos utentes e a permitir os frequentes roubos de varandins de protecção da linha e outros materiais (que são pertença do Estado), possibilitando atravessar a linha a pé para mudar de cais de embarque, com evidentes riscos de atropelamento.
• É a ausência de limpeza e higiene nos apeadeiros do troço entre o Barreiro/Pinhal Novo.

2) – São as ameaças de novos aumentos do preço do transporte;
É a ameaça de privatização das Linhas Urbanas da Área Metropolitana de Lisboa, de que a Linha do Sado faz parte, que a concretizar-se levaria a mais aumentos dos preços e à inevitável degradação do serviço a prestar aos utentes.
São todas estas questões, que justificam a preocupação dos utentes quanto à sua situação, que levou a Comissão de Utentes da Linha do Sado no início do mês de Outubro a solicitar ao Presidente do Conselho de Administração da CP uma reunião com caracter de urgência a fim de expor pormenorizadamente a situação e exigir da CP medidas no sentido da rápida melhoria da situação.
Da reunião efectuada, a não abertura da parte da CP para a melhoria da situação e dado a imposição de medidas restritivas da parte da Troika e do Governo, levou a Comissão de Utentes a não ficar de braços cruzados a ver a contínua deterioração das coisas.

A Concentração exige:
 Medidas que levem ao funcionamento normal da Linha.
 A reposição dos comboios regionais no eixo Setúbal-Tunes-Setúbal e a passagem dos Intercidades por Setúbal.

Será com os utentes, e ao lado das Autarquias na defesa do interesse das populações que continuaremos a nossa acção, procurando as formas de luta que nos pareçam mais apropriadas.

Aprovada por unanimidade e aclamação.

Pela Concentração no dia 15.12.2011, realizada no Apeadeiro da Baixa da Banheira.

Esta entrada foi publicada em Transportes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s